www.BairrodasLaranjeiras.com.br
ANUNCIE AQUI  |  INFORMATIVO  |  CONTATO

HOME Notícias semanais

CULTURA E TURISMO

ENDEREÇOS NO BAIRRO
Atividades físicas
Bares e Restaurantes
Cafés, Lanches e Sucos
Comércio e Serviços
Estabelecim/ de Ensino
Hospitais e Clínicas

FESTAS E EVENTOS

MATÉRIAS E NOTÍCIAS

MURAL DO BAIRRO

TRABALHOS SOCIAIS E
ASSOCIAÇÕES


UTILIDADE PÚBLICA

VARIEDADES
Anuncie no Bairro
Contato do Bairro
Blog do Bairro
Detalhes do Bairro
Fotos do Bairro
Informativo do Bairro
Twitter do Bairro



Capa
Onde encontrar
Expediente


MACRO & MICRO
Especialmente nesta edição, a coluna trás um artigo do ator e ex-deputado estadual Herculano Leal Carneiro. Fundador do Teatro Rural do Estudante, Herculano inicou sua carreira política como líder estudantil na década de 60.



Conversa de Livraria
A partir deste mês, esta coluna publicará todas as crônicas e poemas do Concurso Laranjeiras em Prosa e Verso.





-----------------------------------------------------------------------

Mercadinho São José

Por Ivna Caetano


Outrora antiga senzala e celeiro de uma fazenda localizada no Parque Guinle, na época do império, o local teve suas baias adaptadas para boxes em 1942, quando Getúlio Vargas decidiu transformá-lo em um mercado de hortifrutigranjeiros para abastecer a população com produtos mais baratos durante a guerra. Estando abandonado desde a década de 60, foi revitalizado e transformado em centro cultural no ano de 1988. Mas, seu tombamento definitivo só ocorreu em 1994, após longa batalha judicial, em que os moradores saíram vencedores.

Atração turística e histórica do bairro, o Mercado costumava receber ilustres freqüentadores, como Tom Jobim, que foi homenageado no local, em 06/06/94, quando recebeu a medalha Pedro Ernesto. Também se deu ali, em 1995, a fundação do bloco carnavalesco carioca “Imprensa que eu Gamo”, que até hoje costuma se concentrar no local.

Todo sábado é realizada uma feira de artesanato, das 10 às 17h, que conta com a participação de senhoras da terceira idade. No último sábado de cada mês as artesãs promovem um espetáculo de música ao vivo e aproveitam a ocasião para comemorar os aniversários do mês. Para expor na feira é necessário pagar uma taxa simbólica de R$ 10 e a exigência é que o artesanato seja fabricado pela própria pessoa que se propor a expor.





PATROCINADORES
Clique e saiba mais sobre eles












REDES SOCIAIS








FOTOS DO BAIRRO



Clique na foto...





© 2005 - 2019 Isabel Vidal
Todos os direitos reservados



Jornal da AMAL
ano XXV nº 209
Dezembro/05