www.BairrodasLaranjeiras.com.br
ANUNCIE AQUI  |  INFORMATIVO  |  CONTATO



A Arte Zen
Detalhes
Gastronomia
Notícias do bairro
Peripatos






Matérias publicadas de 2005 à 2007 sobre:
Bairro
Cultura
Gente



APOIOS E SIMPATIAS
Clique nas imagens e saiba mais sobre cada um deles



-----------------------------------------------------------------


-----------------------------------------------------------------
-----------------------------------------------------------------



-----------------------------------------------------------------
-----------------------------------------------------------------


-----------------------------------------------------------------


-----------------------------------------------------------------
-----------------------------------------------------------------



-----------------------------------------------------------------
-----------------------------------------------------------------


-----------------------------------------------------------------

/Notícias do Bairro

JORNAL DO BRASIL - Caderno B - 07 de fevereiro de 2006


Cultura no papel

Vários espaços para estudos, exposições e espetáculos estão em construção no Rio, com ou sem previsão para abertura de portas

Bianca Tinoco

O Rio, pelo menos no aspecto cultural, é um canteiro de obras, uma cidade em expansão. No papel, está para ganhar perto de uma dezena de espaços de cultura e pensamento. E mais do que em construção, parece mais em reconstrução: a maioria dos centros culturais a serem inaugurados neste ano e nos próximos funcionará em prédios do século 19 e início do 20, em processo de restauração. E não são poucos: somente a Prefeitura promete abrir ao público, até 2008, o Centro de Referência da Música Carioca, a Biblioteca Popular Carlos Drummond de Andrade, o Museu da Vida Privada Carioca, o Museu do Desenvolvimento Urbano, a Biblioteca Central do Município, a Casa Bidu Sayão...

As Casas Casadas, em Laranjeiras, também da Prefeitura, já foram recuperadas, mas inauguram suas galerias de arte apenas no segundo semestre (pelo menos é o que está prometido). A Caixa Econômica prepara um segundo centro cultural na cidade - além do Conjunto Cultural, na Av. Chile -, na antiga agência da esquina da Av. Rio Branco com a Almirante Barroso, no Centro, a maior da América Latina. E dois centros ligados a universidades também estão em andamento: o Colégio Brasileiro de Altos Estudos, em um imóvel da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), no Flamengo, e o Centro de Cidadania Barbosa Lima Sobrinho, em um conjunto de prédios no Catete, a cargo da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj).

Novíssimo mesmo, só o complexo da Cidade da Música Roberto Marinho, com assinatura do francês Christian de Portzamparc, cujos jardins serão inaugurados (mais uma promessa) até o Pan 2007. As duas salas de concertos - uma de câmara, com 500 lugares, e outra para grandes espetáculos, com 1.800 lugares (1.300, no caso de óperas) - seriam, pelo plano original (no caso de obras públicas sempre passíveis de alterações) inaugurados em 2008, assim como os quatro cinemas, as 13 salas para ensaios e as 13 para aulas. A Cidade da Música será a sede da Orquestra Sinfônica Brasileira, que manterá uma escola de música no local. O orçamento do projeto é de R$ 224 milhões.

- Estamos com o cronograma sob controle, com uma defasagem de apenas 17 dias, algo normal em função das revisões em projetos dessas dimensões - diz o arquiteto Ricardo Macieira, secretário municipal das Culturas.

Talvez mais trabalhosa que a construção da Cidade da Música seja a restauração do antigo Solar do Visconde do Rio Seco, na Praça Tiradentes - que, após as obras, será, conforme diz a placa cravada há vários meses em sua fachada, o Museu da Vida Privada Carioca. Ricardo Macieira não sabe estimar quanto a reconstrução do casarão custará. E se admira de tê-lo recuperado antes que desmoronasse.

- Não sabemos como o prédio não tombou fisicamente. Agora estamos com 80% da estrutura reconstruída e vamos começar a recuperar trechos da fachada. Acredito que a obra estará pronta até outubro ou novembro deste ano - promete Macieira.

A restauração do solar está sendo feita em parceria com o programa Monumenta, do Ministério da Cultura. E também dentro dos planos do Monumenta está a Casa de Bidu Sayão, antiga residência da cantora lírica, na mesma Praça Tiradentes. O imóvel abrigará salas de exposições e ateliês para artistas plásticos, tendo inclusive uma interligação com o vizinho Centro de Arte Hélio Oiticica, também administrado pela Prefeitura (e um tanto parado nos últimos tempos, o que faz depositar nas obras a esperança da criação de um conjunto que fortaleça os dois espaços). A previsão de orçamento da restauração da casa é de R$ 400 mil, também segundo a Secretaria Municipal das Culturas. Já restauradas pela Prefeitura, as Casas Casadas, conjunto do século 19 em Laranjeiras, sediam os escritórios da Riofilme, distribuidora cinematográfica do poder executivo municipal. As promessas para o espaço é que sejam abertas, no meio deste ano, uma sala de cinema, galerias de exposição e duas salas para oficinas de arte.

Promessas de concretização



NOTÍCIAS
publicadas em:

------------------------
2016
------------------------
2015
------------------------
2014
------------------------
2013
------------------------
2012
------------------------
2011
------------------------
2010
------------------------
2009
------------------------
2008
------------------------
2007
------------------------
2006
------------------------
2005
------------------------





PATROCINADORES
Clique e saiba mais sobre eles












REDES SOCIAIS








FOTOS DO BAIRRO



Clique na foto...





© 2005 - 2019 Isabel Vidal
Todos os direitos reservados



Variedades