www.BairrodasLaranjeiras.com.br
ANUNCIE AQUI  |  INFORMATIVO  |  CONTATO

HOME Notícias semanais

CULTURA E TURISMO

ENDEREÇOS NO BAIRRO
Atividades físicas
Bares e Restaurantes
Cafés, Lanches e Sucos
Comércio e Serviços
Estabelecim/ de Ensino
Hospitais e Clínicas

FESTAS E EVENTOS

MATÉRIAS E NOTÍCIAS

MURAL DO BAIRRO

TRABALHOS SOCIAIS E
ASSOCIAÇÕES


UTILIDADE PÚBLICA

VARIEDADES
Anuncie no Bairro
Contato do Bairro
Blog do Bairro
Detalhes do Bairro
Fotos do Bairro
Informativo do Bairro
Twitter do Bairro



AMAL

Capa da Folha
Onde encontrar
Expediente



MACRO E MICRO

Gilson Nazareth
Mestre em Educação IESAE - FGV
Doutor em Comunicação e Cultura ECO - UFRJ


A AMAL, no que nos cabe
Temos necessidade de sobreviver, a cada momento sucessivo, numa sociedade que perde sua qualidade de vida em ritmo vertiginoso: saúde, educação, segurança, confiança e perspectiva de futuro...



A marcha das margaridas

Glória Souza - Socióloga

Brasília foi tomada pelas Margaridas nos dias 21 e 22 de agosto de 2007. A Marcha expressa o legado de Margarida Maria Alves, trabalhadora rural que foi um exemplo de compromisso e coragem na luta pelos direitos dos trabalhadoras rurais no estado da Paraíba e que foi assassinada em 1983.

. Com o lema “Marcha Contra a fome, a pobreza e a Violência” 50 mil mulheres de todo o Brasil, e 30 mulheres de outros países (que participavam da Conferência Internacional e da Marcha Mundial das Mulheres), fizeram uma marcha em Brasília pra garantir e ampliar as conquistas das mulheres do campo e da floresta, de todas as raças e etnias e gerações. Elas visam um país verdadeiramente soberano, justo e solidário, com igualdade de gênero.

No Pavilhão do Parque da Cidade Sarah Kubistchek, no dia 21/08 ocorreram palestras e debates sobre os temas: Democratização dos Recursos Naturais: Terra, Água e Agroecologia - Mulher, Política e Democratização - Enfrentamento e combate a violência contra as mulheres - Previdência Social - Desenvolvimento, distribuição de renda, valorização do salário mínimo e do Trabalho. Aconteceram, também apresentações culturais, apresentadas pelas delegações dos estados. No dia 22 ás 8 horas aconteceu uma Caminhada de 8 quilômetros : “ Margaridas em Marcha á Esplanada dos Ministérios contra a Fome, a Pobreza e a Violência Sexista”. Já haviam sido encaminhadas várias reivindicações ao governo federal. Depois da Marcha o Presidente Lula e vários Ministros compareceram ao local e alguma das reivindicações foram atendidas, como a do Movimento das Quebradeiras de Coco Babaçu do Maranhão, Piauí, Pará e Tocantins, que querem o direito de trabalhar nas terras da União onde o Babaçu é nativo. As mulheres querem, também a titularidade da terra, mais investimentos para a Saúde, Educação no campo e nas pequenas cidades do interior, pois isso evitaria a ida de muita gente para as grandes cidades. Querem mais atenção aos problemas do campo, inclusive porque os moradores da cidade comem o que os trabalhadores rurais plantam.






PATROCINADORES
Clique e saiba mais sobre eles












REDES SOCIAIS








FOTOS DO BAIRRO



Clique na foto...





© 2005 - 2019 Isabel Vidal
Todos os direitos reservados



Jornal da AMAL
ano 27 - nº 221
outubro/2007