www.BairrodasLaranjeiras.com.br
ANUNCIE AQUI  |  INFORMATIVO  |  CONTATO

HOME Notícias semanais

CULTURA E TURISMO

ENDEREÇOS NO BAIRRO
Atividades físicas
Bares e Restaurantes
Cafés, Lanches e Sucos
Comércio e Serviços
Estabelecim/ de Ensino
Hospitais e Clínicas

FESTAS E EVENTOS

MATÉRIAS E NOTÍCIAS

MURAL DO BAIRRO

TRABALHOS SOCIAIS E
ASSOCIAÇÕES


UTILIDADE PÚBLICA

VARIEDADES
Anuncie no Bairro
Contato do Bairro
Blog do Bairro
Detalhes do Bairro
Fotos do Bairro
Informativo do Bairro
Twitter do Bairro



AMAL

Capa da Folha
Onde encontrar
Expediente



MACRO E MICRO

Gilson Nazareth
Mestre em Educação IESAE - FGV
Doutor em Comunicação e Cultura ECO - UFRJ


Desligue o aparelho auditivo
Aposente seus óculos para perto.
As tarifas não permite a comunicação contínua ao telefone e nem mesmo pelo correio.
...



Um profissional do ensino que sabe muito sobre Laranjeiras

Durante a entrevista, Reginaldo Ribeiro, diretor acadêmico da unidade CCAA da Rua das Laranjeiras nos contou um pouco de sua história que se confunde com a criação do grupo no Brasil. São 37 anos de casa, o que já o fez se aposentar, apesar de continuar administrando a unidade do bairro, onde também leciona inglês. “Se contar como aluno, estou no CCAA desde 1963, ou seja, são 44 anos de casa”, diz ele, orgulhoso. Durante a conversa, Reginaldo, que lidera um time de 18 professores e aproximadamente 550 alunos, falou sobre o bairro que o abriga há tantas décadas.

FL: Fale-nos um pouco sobre sua relação com Laranjeiras. Para o senhor, quais são as qualidades e defeitos do bairro?
RR: Não vejo muitos defeitos em Laranjeiras. Moro na Rua Coelho Neto há muitos anos e acho uma rua aprazível, segura, tranqüila, próxima de tudo. As pessoas são muito simpáticas, afáveis e corretas. Minha relação com o bairro é muito boa e sólida.

FL: Como é ser um empresário do ramo de ensino no Brasil hoje em dia?
RR: As dificuldades são as mesmas de qualquer empresário não muito grande, embora o grupo CCAA seja forte. Mas as unidades são independentes financeiramente, portanto são empresas de pequeno ou médio porte. A de Laranjeiras é de médio porte pelo número de alunos e pelo faturamento. Mas temos boas rotatividade financeira e fidelização por parte dos alunos, pois, a cada semestre, os alunos satisfeitos se mantêm e isto nos dá uma tranqüilidade quanto a investimentos futuros.

FL: O senhor é também professor. Como é sua relação com os alunos? Que tipo de experiências e idéias troca com eles?
RR: É muito boa. Já leciono desde 1969. Você não envelhece quando é professor, pois está sempre em contato com os jovens e existe uma troca muito grande. Nos fins de semana, eu encontro com, no mínimo, dois alunos por dia. É importante ter uma empresa no bairro onde você mora.

FL: O CCAA da Rua das Laranjeiras é localizado bem ao frente às Casas Casadas, que abriga agora, além da Riofilme, um novo espaço cultural, o Espaço Rio Carioca. O que o senhor acha deste início de revitalização de um espaço histórico como este? Tem percebido uma movimentação maior de pessoas na área?
RR: Isso foi excelente. Nós estávamos ansiosos pela inauguração do espaço. Acho que deveria haver uma divulgação maior e contínua do espaço. Mas, para nós, foi interessante porque nossa proposta sempre foi mesmo a de um corredor cultural. Ocupamos um prédio centenário e aqui já foi o Instituto Pasteur. Temos uma arquitetura fantástica, do século dezenove, e as Casas Casadas também fazem parte desse conjunto arquitetônico. Queremos que esse ponto seja uma referência cultural e que o cliente saiba que tudo que existe aqui nesse trecho é oferecido com segurança.




PATROCINADORES
Clique e saiba mais sobre eles












REDES SOCIAIS








FOTOS DO BAIRRO



Clique na foto...





© 2005 - 2019 Isabel Vidal
Todos os direitos reservados



Jornal da AMAL
ano 27 - nº 222
novembro/2007